News & Announcements

04/02/2014: Laços com Espanha com dinâmica nova

Laços com Espanha com dinâmica nova
O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, afirmou ontem, em Madrid, que o acordo assinado entre Angola e Espanha para supressão dos vistos nos passaportes diplomáticos permite a promoção bilateral de investimentos.

 

O acordo foi assinado ontem pelo ministro angolano das Relações Exteriores e pelo ministro dos Assuntos Exteriores e de Cooperação de Espanha, José Garcia Margallo y Marfil.

Georges Chikoti, que falava à imprensa angolana após a assinatura do acordo, lembrou que Angola, com uma economia em crescimento, e a Espanha, país com algum potencial industrial, já têm desenvolvido muitas actividades conjuntas.

"Existem bastantes empresas que funcionam em Espanha e estamos interessados em promover aqui um ambiente, no qual as empresas angolanas possam investir", disse. Nas conversações tidas durante o dia de ontem, declarou, "tratámos de todas essas questões para podermos facilitar a circulação entre os dois países".

O ministro angolano referiu que, além do acordo de supressão dos vistos nos passaportes diplomáticos, Angola e Espanha vão negociar outro para a facilitação de vistos entre empresários dos dois países.

Uma fonte do Ministério das Relações Exteriores afirmou que a assinatura de um acordo no domínio cultural previsto para ontem, em Madrid, foi adiado para data a designar, em Luanda.

Georges Chikoti anunciou para Maio, em Angola, a realização de um fórum de investimento entre empresas dos dois países. O nosso comércio, disse, cresceu bastante nos últimos anos e Angola exportou para a Espanha o equivalente a mais de dois mil milhões de dólares.  A Espanha, revelou, exportou para Angola o equivalente a mil milhões de dólares ou um pouco mais.

Georges Chikoti referiu que há um potencial de investimento muito grande, que a Espanha investiu cerca de 500 milhões de dólares em Angola e o país está a crescer em várias áreas, principalmente na industrial e agronómica.

"Queremos que se criem mais empresas a nível nacional e haja mais parcerias e indústrias, sobretudo no interior do país", salientou.

Georges Chikoti disse ter sido por isso que se reuniu ontem, em Madrid, com o ministro da Indústria e com os secretários de Estado do Comércio e da Indústria de Espanha.

Os encontros, sublinhou, indicam que há muitos bons sinais e vamos fazer com que, eventualmente, os dois parlamentos também tenham contactos.

O chefe da diplomacia angolana foi ontem recebido em audiência pela primeira vice-presidente do Congresso dos Deputados de Espanha, Célia Villalobos Talero.

Candidatura ao CS da ONU

O ministro angolano das Relações Exteriores confirmou o apoio de Espanha à candidatura de Angola a membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas para 2015 e 2016.

"Sobre nesse aspect, também trocamos alguns pontos de vista. Angola já tem o apoio do continente africano e agora precisamos do apoio de pelo menos dois terços dos membros da Assembleia-Geral da ONU", disse.

A Espanha, prosseguiu, pretende o mesmo estatuto de Angola e julgo que há possibilidade de nos apoiarmos reciprocamente.

Georges Chikoti terminou ontem a visita de dois dias á Espanha.