News & Announcements

02/02/2014: Vice-presidente da República regressa a Luanda

Vice-presidente da República regressa a Luanda

Luanda - O vice-presidente da República, Manuel Vicente, regressou às 13h10 deste sábado, a Luanda, proveniente de Addis Abeba (Etiópia), onde em representação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, participou na 22ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governos da União África (UA).

Para apresentar cumprimentos de boas-vindas ao vice-presidente, deslocaram-se ao Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, Ministro de Estado e chefe da Casa Civil, Edeltrudes Costa, o Secretário de Estado dos Transportes, José Kuvíngua, a Secretária de Estado para Cooperação, Ângela Bragança e altos funcionários do seu  gabinete.

A XXII Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da UA teve como tema central de abordagem a agricultura e a segurança alimentar no continente.

O evento iniciado quinta-feira (30 de Janeiro), aprovou a candidatura da República de Angola ao posto de membro não permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para o período 2015/2016.

Os Chefes de Estado durante o encontro, renovaram a importância da operacionalização rápida e integrada de todos os componentes da arquitectura africana de paz e segurança e a necessidade de acções mais eficazes para a prevenção operacional e estrutural dos conflitos.

Na Cimeira os Estadistas fizeram a avaliação da situação do continente e manifestaram apreço pelos avanços na consolidação da paz e da reconciliação nas repúblicas das Comores, na Libéria, Cote d'Ivoire, Tunísia, Mali, Democrática do Congo e Madagáscar.

Ficou igualmente acordado que os estados membros assegurem as negociações dos acordos bilaterais e multilaterais não limitam ainda mais o espaço político e flexibilidade que se necessita para promover de forma efectiva o comércio infra-africano, a industrialização, a integração regional, o acréscimo de valor e a criação de emprego.

Quanto o domínio da estratégia marítima integrada africana 2050, ficou reconhecido que os oceanos são essenciais para o desenvolvimento sustentável e destacam a importância de reforçar a capacidade dos estados membros para gerir as suas zonas económicas exclusivas.

Concluíram ainda manter 2015/2025 como a década africana dos mares e oceanos e o 25 de Julho como dia africano dos mares e oceanos.

Foi proposta a Comissão da União Africana a avaliar com as autoridades etíopes as implicações legais, financeiras e estruturais para a criação de um centro africano de controlo e prevenção de doenças (ACDCP).

À margem da cimeira o vice-presidente da República participou numa reunião de Chefes de Estado da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que decidiu pelo levantamento das sanções à Madagáscar, por ter realizado eleições consideradas livres e justas.

Na Etiópia o representante do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, participou também da reunião de avaliação do acordo para a paz, segurança e cooperação para a República Democrática do Congo (RDC), que no essencial, congratulou-se com os avanços registados.