News & Announcements

22/01/2014: Criados mais de 158 mil postos de trabalho no país em 2013

Criados mais de 158 mil postos de trabalho no país em 2013

Lubango - Cento e cinquenta e oito mil 891 postos de trabalho foram criados nos sectores primário, secundário e terciário da economia e na administração pública no país, em 2013, informou no Lubango (Huíla) o ministro da Administração Pública Trabalho e Segurança Social, António Pitra Neto.

 

Ao falar na abertura do Conselho Consultivo Alargado do seu pelouro, o governante apontou como áreas de realce os ramos da Energia e Águas por ter absorvido 25 porcento de postos de trabalho, do Comércio (15%), dos Transportes (13%), Geologia e Minas (11%) e o da Hotelaria e Turismo com 10 porcento.

De acordo com o ministro, os números do grupo técnico multissectorial, para o tratamento de dados do mercado de emprego, apontam para 380 mil 336 agentes e funcionários civis em 2013, sendo 64 porcento do género masculino e 36 do feminino, nos órgãos e serviços da administração central (11,6%) e locais (88,4).

Pitra Neto esclareceu também que os sectores da função pública onde mais se vincularam quadros efectivos são os da Educação (54,5%), Saúde (18,8%), Justiça (2,7%), enquanto os restantes absorvem no conjunto 24 porcento do total.

Para tal, contribuiu também a Escola Nacional de Administração (ENAD) por ter ministrado 106 cursos e organizado oito conferências temáticas, com a participação de três mil 777 agentes administrativos, funcionários públicos e trabalhadores de empresas.

De igual modo, esclareceu Pitra Neto, registou-se o funcionamento de Centros Locais de Empreendedorismo e Serviços de Emprego (CLESE) em sete localidades, tendo sido três dos mesmos inaugurados em 2013, nomeadamente nas cidades do Luena, Uíge e Benguela.

"No âmbito das suas actividades, os CLESE realizaram acções de formação e sensibilização a cinco mil 513 estudantes e alunos de diversos estabelecimentos de ensino em diferentes províncias e formaram mil e 789 jovens em matéria de empreendedorismo", asseverou.

O ministro disse também que durante o ano em análise estiveram em actividade, carecendo de rápida e profunda reestruturação, 50 centros e serviços de emprego nos distintos municípios do país.

O ministério realizou ainda acções como a conferência nacional de emprego e formação profissional, bem como foram concluídas as fases de elaboração, apresentação e auscultação do ante-projecto da Lei Geral do Trabalho, bem como o encontro nacional sobre as agencias privadas de colocação.

O conselho consultivo do Ministério do Trabalho decorre até hoje quinta-feira na cidade do Lubango.