News & Announcements

08/01/2014: Líderes da região dos Grandes Lagos reúnem-se em Luanda para análise da paz e estabilidade

Líderes da região dos Grandes Lagos reúnem-se em Luanda para análise da paz e estabilidade
Segundo apurou hoje, terça-feira, a Angop de fonte do Ministério das Relações Exteriores (Mirex), a Luanda começaram já a escalar membros das distintas delegações que, na sexta-feira (dia 10), farão parte das reuniões dos Chefes dos Estado Maiores e Chefes dos Serviços de Inteligência.

 

No segundo dia, sábado (11), está previsto o encontro dos ministros da Defesa, a que se seguirá o encontro dos Coordenadores Nacionais, isto no domingo e segunda (12 e 13), enquanto que para terça-feira (14) está prevista a reunião do Comité Interministerial Regional.

As lideranças da região são aguardadas ao início da noite de terça-feira em Angola, este país que se prevê neste encontro assuma a presidência da organização.

Na manhã de quarta-feira (15), o Centro de Convenções de Talatona, a sul de Luanda, será o palco das discussões das lideranças da região sobre a situação de paz e segurança na região e os caminhos para o seu desenvolvimento.

A CIRGL foi criada após os conflitos políticos que marcaram a região dos Grandes Lagos, em 1994, cujo resultado marcou o reconhecimento da sua dimensão e a necessidade de um esforço concentrado com vista a promoção da paz e do desenvolvimento na região.

O secretariado executivo foi inaugurado em Maio de 2007, em Bujumbura, e tem a função de coordenar, facilitar e assegurar a implementação do pacto para criar as condições de paz, segurança, estabilidade política e desenvolvimento na região dos Grandes Lagos.

O actual secretário executivo é de nacionalidade congolês democrático, eleito em Dezembro de 2011, e a presidência da CIRGL está com o Uganda desde 2011 que se encontra em final de mandato.

A CIRGL integra doze (12) estados, nomeadamente Angola, Burundi, República Centro Africana (RCA), República do Congo, República Democrática do Congo (RDC), Quénia, Uganda, Rwanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia.