News & Announcements

02/01/2014: Empresas do sector energético terão novo figurino em 2014

Empresas do sector energético terão novo figurino em 2014

O anúncio foi feito pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, em entrevista exclusiva à Angop, tendo referido que o novo figurino visa dotar as empresas energéticas de estruturas organizativas capazes de prestarem um melhor serviço público e assegurarem uma gestão mais competente dos activos do sector.

Segundo o governante, o processo de transição vai abranger os sectores de produção, transporte e distribuição de energia, que terão novas empresas para desenvolver acções no sentido de melhorarem a sua eficiência comercial, principalmente a nível das cobranças comerciais.

Essa eficiência, sublinhou, vai permitir arrecadar maiores receitas, reduzir os custos e perdas comerciais, com vista a tornarem as empresas mais sustentáveis e melhorarem os seus serviços juntos dos clientes.

“O processo de reestruturação do sector eléctrico será acompanhado por outras acções como a redução dos custos das empresas, melhoria da sua eficiência comercial, actualização de tarifas, entre outros programas”, frisou.

Luanda - As empresas do sector eléctrico adstritas ao Ministério da Energia e Águas (Minea) vão ganhar, a partir de 2014, um novo figurino institucional mais ajustado aos objectivos traçados pelo Executivo.

O anúncio foi feito pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, em entrevista exclusiva à Angop, tendo referido que o novo figurino visa dotar as empresas energéticas de estruturas organizativas capazes de prestarem um melhor serviço público e assegurarem uma gestão mais competente dos activos do sector.

Segundo o governante, o processo de transição vai abranger os sectores de produção, transporte e distribuição de energia, que terão novas empresas para desenvolver acções no sentido de melhorarem a sua eficiência comercial, principalmente a nível das cobranças comerciais.

Essa eficiência, sublinhou, vai permitir arrecadar maiores receitas, reduzir os custos e perdas comerciais, com vista a tornarem as empresas mais sustentáveis e melhorarem os seus serviços juntos dos clientes.

“O processo de reestruturação do sector eléctrico será acompanhado por outras acções como a redução dos custos das empresas, melhoria da sua eficiência comercial, actualização de tarifas, entre outros programas”, frisou.

O anúncio foi feito pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, em entrevista exclusiva à Angop, tendo referido que o novo figurino visa dotar as empresas energéticas de estruturas organizativas capazes de prestarem um melhor serviço público e assegurarem uma gestão mais competente dos activos do sector.

Segundo o governante, o processo de transição vai abranger os sectores de produção, transporte e distribuição de energia, que terão novas empresas para desenvolver acções no sentido de melhorarem a sua eficiência comercial, principalmente a nível das cobranças comerciais.

Essa eficiência, sublinhou, vai permitir arrecadar maiores receitas, reduzir os custos e perdas comerciais, com vista a tornarem as empresas mais sustentáveis e melhorarem os seus serviços juntos dos clientes.

“O processo de reestruturação do sector eléctrico será acompanhado por outras acções como a redução dos custos das empresas, melhoria da sua eficiência comercial, actualização de tarifas, entre outros programas”, frisou.