News & Announcements

08/10/2011: Novo Estatuto Orgânico permitirá que Mirex esteja à altura dos desafios

Novo Estatuto Orgânico permitirá que Mirex esteja à altura dos desafios
   

Luanda – O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, disse em Luanda, que o novo Estatuto Orgânico da instituição permitirá que esta esteja à altura dos novos desafios que se impõe no contexto actual.

Falando na cerimónia de tomada de posse dos novos membros do Conselho de Direcção do Mirex, Georges Chikoti disse que o estatuto resulta de  muitas discussões durante o Conselho
Consultivo Alargado e do consenso nele obtido.

Argumentou que nele o objectivo do Ministério das Relações Exteriores fica bem situado, não só porque foram os funcionários que o prepararam, mas também porque todas as alterações feitas correspondem àquilo que muitos dos funcionários idealizaram durante vários anos.

“Nos últimos tempos temos tido muito trabalho na área internacional e constata-se, naturalmente, que as solicitações dos cidadãos angolanos que viajam são cada vez mais elevadas”, disse.

De acordo ainda com o ministro, existem muitos desafios internos que obrigam um melhor serviço à comunidade diplomática acreditada em Angola e também aos cidadãos nacionais que pretendam viajar  para o exterior.

Considera que com este novo estatuto os quadros vão fazer melhor em relação ao passado.

Georges Chikoti pediu também a colaboração de todos os funcionários para que este processo de reformulação que a instituição está a viver se dê de maneira estável e harmoniosa.

Isto, acrescentou o ministro Georges Chikoti, visa permitir que o Mirex esteja à altura de fazer melhor e mais.

Foram empossados Joaquim do Espírito Santo, para o cargo de director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais, Elsa Antónia Rogue Caposso Vicente, responsável da Direcção de Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Feliz, do Instituto das Comunidades e Políticas Migratórias, e Francisco José da Cruz, do Gabinete de Estudos e Análises.

Na mesma cerimónia foram ainda empossados Adelaide Teixeira Padrão, directora do Gabinete da Secretária de Estado para a Cooperação, Clemente Camenha, director adjunto do Instituto das Comunidades e Políticas Migratórias, Manuel Gomes dos Santos, Cônsul Geral na República Federativa do Brasil, e Bento Salazar André, Cônsul Geral no Porto, Portugal.