News & Announcements

26/11/2013: Huíla: Preparação do Censo decorre sem sobressaltos - Camilo Ceita

Huíla: Preparação do Censo decorre sem sobressaltos - Camilo Ceita

Lubango - O coordenador do Gabinete Central do Censo, Camilo Ceita, afirmou hoje, no Lubango, que a preparação das condições para o Recenseamento Geral da População e Habitação, a acontecer em Maio de 2014, decorre sem sobressaltos, apesar de constrangimentos atinentes à transportação e à disponibilidade dos recursos humanos.

Falando à imprensa no final de um encontro de concertação, assistido pelo ministro do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial, Job Graça, e o vice-governador provincial para o sector económico e produtivo, Cunha Velho, assim como membros do grupo técnico provincial do Censo, disse que o processo está a decorrer como foi perspectivado.

Camilo Ceita disse faltarem seis meses para que o processo de recolha de dados inicie, por isso o Gabinete Central do Censo está a trabalhar no sentido de que todas as condições sejam criadas a tempo útil e ultrapassados os constrangimentos, uma vez que a actividade é a maior em termos de estatística e envolve “muito” investimento por parte do Estado.

O encontro analisou as dificuldades vividas ao nível dos municípios e da sede provincial, onde foram apontadas as principais, como sendo a ausência de meios de transportes e recursos humanos para cobrir todas as comunas em busca das informações.

O coordenador acrescentou que um dos problemas está na disponibilidade dos recursos humanos com nível desejado para a recolha de informações, nomeadamente, recenseadores e supervisores visto que o recenseamento deve chegar até as localidades mais recônditas.

Adiantou que o gabinete pretende recrutar candidatos com 12ª classe para área urbana e para rural a 9ª classe, por isso há que analisar com o Ministério da Educação quais são as prerrogativas para este processo.

Entretanto, para o processo de Recenseamento Geral das Populações e Habitação, o gabinete vai contar com um efectivo aproximado a 106 mil pessoas, que trabalharão na recolha de informações e na organização dos processos, pois o país possui estudantes que deverão dar o seu contributo.

Informou que o processo vai obedecer a um cronograma de actividades com cerca de mil e 200 acções quer de monitoria, recrutamento e de selecção que culminará com a selecção dos técnicos.

Relativamente à participação de docentes, Camilo Ceita fez saber que o calendário escolar em 2014 vai sofrer uma alteração na sua forma original, visto que se acordou com o Ministério da Educação e do Ensino Superior para que os professores e estudantes possam dentro do plano participar no Censo.